segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Projeto: “Brincadeiras Antigas x Jogos Virtuais”

PROJETO



1-      Dados de Identificação



a-      Título do Projeto: “Brincadeiras Antigas x Jogos Virtuais”

b-      Escola: EMEF Presidente Costa e Silva

c-      Município/Estado: Panambi, Rio Grande do Sul.

d-      Professores responsáveis: Ângela Boldt do Nascimento 

e-      Público Alvo: Alunos da Educação Infantil do turno da manhã.

f-       Tempo previsto: um trimestre, ( segundo trimestre).

g-      Ano letivo: 2011.



2-      Conteúdos



Conceituais:



-Significado do brincar;

-Diferença entre brincadeira real e virtual;

-Características da brincadeira real e virtual.



Procedimentais



-Habilidades motoras básicas:

            a) locomotoras: saltar, correr, rastejar, trepar, girar.

            b) manipulativas: rasgar, modelar, encaixar, conduzir objetos.

            c) estabilizadoras: equilíbrio dinâmico e recuperado.



-Capacidades físicas:

            a) velocidade, força, resistência, flexibilidade.



-Capacidades coordenativas:

            a) lateralidade, percepção espaço temporal, acuidade visual, acuidade auditiva, discriminação cinestésica, ritmo.



-Realizar e participar de brincadeiras antigas.



-Realizar e participar de jogos virtuais.



-Realizar procedimentos básicos de pesquisa: indagar, questionar, levantar dados, analisar.





Atitudinal



-Ser capaz de brincar em grupo respeitando as regras estabelecidas os demais colegas.

-Valorizar e preservar as brincadeiras e jogos da cultura popular.



3-      Objetivos:



Conceitual

-Realizar um resgate das brincadeiras infantis do universo popular contrastando suas características com as dos jogos virtuais.

Procedimental

-Estimular a busca do conhecimento através de princípios básicos da pesquisa: indagação, reflexão, observação, coleta de dados, análise.

-Possibilitar a exploração por parte do aluno de suas potencialidades físico/motoras.

-Possibilitar que os alunos ampliem o repertório de brincadeiras do universo da cultura popular e dos jogos virtuais, estimulando em particular a utilização de brinquedos e brincadeiras que estimulem a criatividade, a motricidade e a interação com  o outro, no seu cotidiano de vida.

Atitudinal

-Estimular a aquisição da noção de respeito às regras estabelecidas nas brincadeiras e em relação aos colegas, assim como a construção coletiva das mesmas.



      4- Recursos a serem utilizados:

            - Sala de aula, sala de informática, audiovisual, obras de arte, quadra esportiva, cordas, bolas, colchonetes, som, CDs, sucatas, jogos de encaixe e de tabuleiro.



      5- Metodologia

            1º Etapa (1º mês)

          - Exploração com os alunos sobre o que é “brincar” e “tipos de brincadeiras”.

          -Exploração de obras de arte com a temática “brincadeiras”.

         - Pesquisa sobre as brincadeiras de infância dos familiares.

         - Conversa e interação prática com uma pessoa da comunidade sobre o tema:  brincadeiras antigas.   



           2º Etapa (2º e 3º mês)

         - Exploração/experimentação de brincadeiras (jogos)  virtuais   e brincadeiras (jogos) populares com demandas aumentadas no âmbito da motricidade e da interação com o outro.

         - Criação e organização de atividade coreográfica com a temática: “brincadeiras”.

         - Confecção de brinquedos com materiais alternativos.

        - Exploração dos brinquedos construídos com materiais alternativos.



         3º Etapa (final do 3º mês)



         - Apresentação da coreografia desenvolvida com a turma.

         - Exposição na escola dos brinquedos construídos com materiais alternativos.



            6- Produto final

-Apresentação para a escola de uma coreografia construída com a temática estudada.

-Exposição de fotos com registro de alguns momentos de estudo da temática proposta.

-Exposição dos brinquedos confeccionados pela turma.



        7- Avaliação do projeto

-Será realizada através da observação sistemática dos professores envolvidos no projeto.

-Os registros serão realizados em diário de campo e também através de filmagens e fotos.



8- Bibliografia                                                         

BARBOSA, Maria Carmen Silveira e HORN, Maria da Graça. Por uma Pedagogia de Projetos na Educação Infantil. Em: Revista Pátio, Ano 2, nº 7, POA, Artmed, Nov/98 – Jan/99. 

 BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental, Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, MEC, 1997.

_______________. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, vol. 1, 2 e 3, Brasília: MEC/SEF, 1999.

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro. São Paulo, Ed Scipione, 1997.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário